Visitas

segunda-feira, março 28, 2005

Os mais longos doze minutos de sempre

Doze minutos! Doze minutos é o tempo que duram os intervalos dos programas da TVI durante o horário nobre. Doze minutos! 720 segundos! Sim, é verdade, contei, e depois?!
Estamos a ver um filme, né? É intervalo, começam os anúncios e levamos com eles, uns atrás dos outros, durante doze longos minutos. Quando o filme retoma já nem nos lembramos onde é que a história ia. Pelo menos comigo passa-se isso, embora eu seja suspeita porque sofro daquilo que se chama de falta de memória a médio prazo. (coisas dos tempos modernos)
Doze minutos é o limite máximo imposto pela lei para a passagem seguida de publicidade. A TVI gasta-os sovinamente até ao fim. E quando acabam os doze minutos, quando o ponteiro dos segundos passa pela última vez no último 60, TUNGA, promoção interna: amanhã veja isto, hoje não pode perder aquilo, ontem foi pena não ter visto aquel’outro...enfim.
Eu sei que o Moniz está em convalescença depois de ter sido operado a uma perna na Clínica de Santo António (o que uma pessoa sabe quando vê televisão durante a semana!!), mas se estiver a ler este blog, Moniz dê-me ouvidos, por favor. É preferível partir o filme em mais pedaços e os intervalos serem mais pequenitos, para eu conseguir seguir o fio à meada. Faça isso, faça! Mesmo que em todos os intervalos apareça o novo anúncio da Moviflor ou aquele das mulheres que cantam pelo campo porque têm um detergente que põe a roupa toda branquinha, eu não me importo, a sério!

13 comentários:

sergonov disse...

Engraçado ainda neste fds pensei/esbarrei neste tema e desisti de ver o filme no 2º intervalo... o filme tb n valia o esforço mas sinceramente fiquei supreendido pareciam-me + de 30 minutos!!!
É horrivel e nem gostava do filme!
Abraços

leididi disse...

É bem feita sua pirosona que é para não veres os filmes da TVI :p

Anónimo disse...

O que mais me agrada é aquela sensação de: "acho-que-este-filme já-passou-umas-324,6 vezes-ó catano...mas ainda assim não resistes e entras numa especie de: "porra-este-filme-é-uma-malha-e-eu-nunca-o-vi-325,1 vezes-acho-que-vou-ver-só-+-uma-vez!a partir daqui eu tenho umas teorias:
teoria 1 - o Moniz é o bacano do cabide!
teoria 2 - "eles" ligam umas frequencias maradas e nós esqueçemo-nos das 324,6 vezes que tinhamos visto aquele filme!
teoria 3 - o que nós queremos ver é a publicidade, viva a publicidade, viva o remix da moviflor, viva o xáu que lava 'mai branco!

Ass:QZ

marocas disse...

Tão longos são os intervalos que dá para cochilar e depois...acordas para os 5 minutos finais! oh oh quantas vezes...

Tacha disse...

Eu acho q esses senhores da TVI ainda não perceberam q os 12 minutos de publicidade têm o efeito oposto de me prender a atenção noutro canal, é q eu tenho TV Cabo e muitas vezes prefiro ver a vida sexual dos passarinhos ou até dos hipopótamos do q o remix da Moviflor. A propósito: Srs. da Moviflor- se lerem este Blog, não se esqueçam de pagar a publicidade. está bem q não é a TVI, mas as autoras tb precisam de sobreviver, tal como os comentadores. Nem q seja para pagar a conta da Internet...

Anónimo disse...

Cara Ana, ter duas ideias completamente contrarias no mesmo dia é que não...Ora se ficas-te chocada com a programação (ver Nosso Senhor Ressuscitou), para que queres menos tempo de intervalo?. Estás igual a todos os outros "falam, falam..." mas não tiram os olhos da televisão.
Era sim, preferivel trocar os tempos de programação com os tempos dos anúncios, assim como assim ainda vão aparecendo anuncios de qualidade, resta tentar adivinhar se são produzidos em Portugal ou no estrangeiro.

Beijos

Anónimo disse...

Cara Ana, ter duas ideias completamente contrarias no mesmo dia é que não...Ora se ficas-te chocada com a programação (ver Nosso Senhor Ressuscitou), para que queres menos tempo de intervalo?. Estás igual a todos os outros "falam, falam..." mas não tiram os olhos da televisão.
Era sim, preferivel trocar os tempos de programação com os tempos dos anúncios, assim como assim ainda vão aparecendo anuncios de qualidade, resta tentar adivinhar se são produzidos em Portugal ou no estrangeiro.

Beijos

Anónimo disse...

Cara Ana, ter duas ideias completamente contrarias no mesmo dia é que não...Ora se ficas-te chocada com a programação (ver Nosso Senhor Ressuscitou), para que queres menos tempo de intervalo?. Estás igual a todos os outros "falam, falam..." mas não tiram os olhos da televisão.
Era sim, preferivel trocar os tempos de programação com os tempos dos anúncios, assim como assim ainda vão aparecendo anuncios de qualidade, resta tentar adivinhar se são produzidos em Portugal ou no estrangeiro.

Beijos

Ana disse...

Caro Pê, tens toda a razão. Eu para além do problema dos tempos modernos de ter a chamada falta de memória a médio prazo tenho também um lado esquizofrénico. Cuidado comigo!!

Abraços

Gui disse...

Festa
(cantar alto)

Festa
É na Moviflor
É na Moviflor
É na Movi Moviflor
Preços baixos
É na Moviflor
É na Moviflor
É na Movi Moviflor


(Srs da Moviflor: não sei se estão a perceber a dica...)

Anónimo disse...

unts..unts,unts..na movi flor..unts,unts..pás,pás,pás...ehehe faltavam as batidas!!!

(Srs da Moviflor não sei se estão a perceber a 2ª dica)

Ass:QZ

Gui disse...

heheheheh
Obg Queiroz, não sei o que seria de nós sem ti, hehehe

Gui disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.