Visitas

terça-feira, março 08, 2005

E o homem tremeu

Corria o ano de 2005, mais precisamente o mês de Março, sei lá, algures dia oito, quando um homem de bigode, com barriga e de pequena estatura (pela descrição consta que pertencia à civilização lusa) se pôs a analisar alguns estudos recentes sobre a realidade nacional.
E pôs-se a fazer isto enquanto a mulher dele decidia se era o dia de ele limpar a casa-de-banho ou a cozinha. Bom, um desses estudos dizia que 90% dos novos empresários são mulheres, um outro informava que no universo dos recém-licenciados, os do sexo masculino contavam-se pelos dedos. Um outro estudo indicava que os postos de peso dentro das empresas eram ocupados por mulheres.
O homem de bigode tremeu e, nesse mesmo dia, decidiu promover um abaixo-assinado junto dos seus camaradas de género para instaurar o Dia Internacional do Homem, pelo direito à igualdade e blá, blá, blá...
Curiosamente, muitas mulheres também assinaram, porque, realmente, tinha-se verificado uma inversão de papéis na sociedade e elas já não tinham o direito de ter um dia para elas quando isso se tornava completamente redundante face à realidade concreta. Na verdade, todos os dias já eram delas.
No entanto, e segundo testemunhos emailados encontrados em discos rígidos dessa época, a ideia não foi avante porque os homens, tendo tudo na mão, não tiveram a capacidade organizativa e o empreendorismo necessário para que o Dia do Homem se instaurasse. A ideia perdeu-se no tempo e a única informação que ao longo dos séculos conseguiu chegar até nós foi a de que o homem de bigode, com barriga e de estatura pequena teve nesse dia de se encarregar, não só das lides da cozinha, mas também das da casa-de-banho.

4 comentários:

Catita disse...

Considero de mto mau gosto todas as efemérides que se vêem neste dia 8 do 3. É irritante!
Quanto ao protótipo do tuga, há gostos para tudo e alguns muito bons de mãos, na cozinha...

Anónimo disse...

Eu considero-me mto bom de mãos e tb muito bom na cozinha...sou homem, tenho 29 anos não tenho barriga nem tão pouco bigode, não tenho problema nenhum em limpar a minha casa de banho, assim como a cozinha ou toda a casa...ahhh e por acaso não sou Gay...e tb não tremo!!!

"todos diferentes, todos iguais"

PS:analizando este post da Ana de olhos fechados adivinha-se assim de caras que este blog é escrito por Gajas...Bem hajam
Ass:QZ

leididi disse...

Mái nada!Abaixo os homens de bigode, barriga e estatura pequena. Blharrrrggg

Gui disse...

Dia Internacional da Mulher
Vamos enfiar o barrete aos homens.
Ana Marta Ramos 2005-03-08

A tendência está, definitivamente, instalada. Os homens são o mais recente público-alvo de todo um mercado ligado à culinária, ao gourmet e aos requintes relacionados com a boa mesa. Aproveitámos o facto de se comemorar hoje o Dia Internacional da Mulher e fomos à procura de "receitas" fáceis para transformar qualquer leigo num chef capaz de, pelo menos, cozinhar uma refeição completa para impressionar a respectiva cara-metade.
É para os lados do Cais do Sodré que a Housekeeping contribui para a autonomia masculina, através dos seus cursos de culinária dedicados ao homem moderno. Quer isto dizer que, segundo uma programação de três níveis de aprendizagem, o objectivo é dotar qualquer homem dos conhecimentos suficientes para apetrechar uma despensa, gerir os alimentos disponíveis em casa e confeccionar refeições caseiras equilibradas, tanto só para um comensal como para uma mesa cheia deles.
No final do curso de Iniciação à Culinária, os alunos deverão ser capazes de elaborar ementas completas, compostas por entradas, carnes, peixes, acompanhamento e sobremesas e devidamente complementadas com o vinho adequado e outras bebidas. O próximo curso começa no dia 10 de Março, tem a duração de 12 horas, decorrendo às quintas-feiras, das 18:30 às 21:30, e custa 200 euros por pessoa.
-----------------------
Isto também é serviço público. hehehehehe