Visitas

sexta-feira, junho 24, 2005

A velhinha e o pombo

Um dia destes, ali na Praça dos Restauradores, vi uma velha a tratar um pombo por tu. "Ó Zequinha anda cá! Cucurúcu! Ó Zequinha anda cá!". Uma mão cheia de milho e o pombo a ir. E a velhinha a continuar a chamá-lo e o pombo a bicar-lhe a mão. E eu enternecida com aquilo tudo, quase com pena de não ter a minha máquina fotográfica na mala, quando uma sequência de imagens aconteceu. A velhinha trasnformou-se em velha e de um gesto só agrafou o pobre do pombo e meteu-o num saco de plástico.

6 comentários:

Gui disse...

Velha sonsa
como diriam a pipoca e a leididi

Dr. Jubini disse...

Ninguém merece ser posto num saco de plástico.

Canja!!! disse...

Boatos, a Velhinha é uma voluntária (Dª Albertina) que assiste os pombos catalogando-os e vendo se necessitam de cuidados extra , eu costumo ir jantar com ela todas as sextas e posso comprova-lo.
Bem a Dª Albertina faz cá uma canjinha hummmmmm... receita especial ela não divulga a ninguém! :)

Anónimo disse...

Como isto anda um dia destes até os pombos vão fazer parte do cardápio...uummm já estou a ver...Sai um pombo á bráz,mesa 2!...pipís de pombo,mesa 21!...pombinho de bico no cú,mesa 11!...ehehe

mto bom o "Ó Zéquinha anda cá!cucurúcu!..."

ASS:QZ'urucúcu

GranMarta disse...

Tá bonito, tá! Aqui pra estes lados o equivalente de pombo é o esquilo! Qualquer dia... Vou tomar mais atenção às velhas sonsas canadianas! xiiii

apipocamaisdoce disse...

Certamente que a velhinha leu a minha crónica e decidiu assinar a petição que lancei,intitulada "Bora lá dar cabo deles" (dos pombos). Quem quiser assinar já sabe: www.apipocamaisdoce.blogspot.com