Visitas

sexta-feira, abril 15, 2005

Mudemos de assunto

«Andas aí a partir corações
como quem parte um baralho de cartas
cartas de amor
escrevi-te eu tantas
às tantas, aos poucos
eu fui percebendo
às tantas eu lá fui tacteando
às cegas eu lá fui conseguindo
às cegas eu lá fui abrindo os olhos

E nos teus olhos como espelhos partidos
quis inventar uma outra narrativa
até que um ai me chegou aos ouvidos
e era só eu a vogar à deriva
e um animal sempre foge do fogo
e mal eu gritei: fogo!
mal eu gritei: água!
que morro de sede
achei-me encostado à parede
gritando: Livrai-me da sede!
e o mar inteiro entrou na minha casa

E nos teus olhos inundados do mar
eu naveguei contra minha vontade
mas deixa lá, que este barco a viajar
há-de chegar à gare da sua cidade
e ao desembarque a terra será mais firme
há quem afirme
há quem assegure
que é depois da vida
que à gente encontra a paz prometida
por mim marquei-lhe encontro na vida
marquei-lhe encontro ao fim da tempestade

Da tempestade, o que se teve em comum
é aquilo que nos separa depois
e os barcos passam a ser um e um
onde uma vez quiseram quase ser dois
e a tempestade deixa o mar encrespado
por isso cuidado
mesmo muito cuidado
que é frágil o pano
que enfuna as velas do desengano
que nos empurra em novo oceano
frágil e resistente ao mesmo tempo

Mas isto é um canto
e não um lamento
já disse o que sinto
agora façamos o ponto
e mudemos de assunto
sim?»
Sérgio Godinho
--------------
Foi assim que o Sérgio acabou ontem o espectáculo "Troca por Troca". Um gran finale num concerto completamente inesperado. Muito bom. Não desvendo o alinhamento pois estará ainda dias 15,21,22,23,28,29 e 30 no Jardim de Inverno do teatro São Luiz sempre às 23:30. Com dois "gauleses" na banda: o Zé Vilão e o Nuno Rafael. Recomendável a fãs e não fãs.

7 comentários:

Ana disse...

Vou aceitar o desafio. nada melhor que ouvir o nosso valioso Sérgio.

marta disse...

Esperem por mim que eu tb quero ir....

sergonov disse...

Eu tb vou... pode ser que assim a Gui não se lembre de cantar pelo Bairro Alto inteiro! Safa!

Gui disse...

heheehe
Não me digas que cantei?!?
Não me lembro, mas também não me admiro... tenho uma nódoa negra no braço que não sei de onde veio. Quer dizer, sei que veio de uns copos de moscatel a mais e tenho a certeza que não a fiz na garupa de nenhum cavalo branco, até porque o dito cavalo não teria onde estacionar os cascos no bairro Alto...

Anónimo disse...

Eu digo sempre que vou,que vou...mas não devo ir!!ó...sou um gajo ocupado o que é que querem!!!

força Gália...dá-lhe Peseiro!!!

Ass:QZ

sergonov disse...

Tu és é um grande cortes!!!

Anónimo disse...

"Cortes" inglês???

Ass:o cortes'tuga