Visitas

segunda-feira, abril 11, 2005

Desaparecimento

As ovelhas telecomandadas que andavam sempre ao pé da minha casa desapareceram.
Se alguém tiver alguma pista do seu paradeiro é favor contactar este blog.
Elas são iguais às outras e, por isso, não vos posso ajudar com características particulares que permitam uma identificação mais correcta - género vestiam um fato de treino azul, calçavam havainas, e sofriam de perturbações mentais.
Um dia destes em que esteve mais frio vi um senhora já velhota (uma velha mesmo, deixemo-nos de falsos moralismos, a mulher tava mais com um pé prá cova do que eu com o cabelo liso) que tinha um casaco de lã às costas. Ia jurar que era pura lã, lã virgem, cruelmente retirada de uma das ovelhas desaparecidas. Mas não tinha provas... nada pude fazer. Mas como a mim ninguém me cala virei-me para a velha e disse-lhe: «Não tem vergonha? Vá-se confessar!!».

Verdade, verdadinha, desde esse dia nunca mais fez frio. Das ovelhas...nem sinal. Então já viram lá a minha vida?!

7 comentários:

Gui disse...

Ainda bem que voltaste!
Agora já estou mais descansada, andavas à procura das ovelhas desaparecidas.... para escreveres esta história com contornos de Verão de S. Martinho, só que da Primavera. Cuidado com a velha, pois segundo o ditado há-de querer ir dormir a tua casa, com ou sem ovelhas.
Beijos grandes, grande Anette.
Quando é que combinamos um jantarzinho? Comemos peixe, prometo!!

leididi disse...

Então quer dizer que aquele maranhal de ovelhame estacionado ao pé da minha casa, é teu...

sergonov disse...

Nããã... fui espreitar a janela aqui do trabalho e só vi borregos nada de ovelhas mas vou estar atento!!!

Anónimo disse...

És uma ganda malu´ca ó Ana. Hoje então estavas demais. Clap clap clap, e viva o bom humor de qualidade.

p

Anónimo disse...

Ovelhongas telecomendadas não vi, mas olha que faz todo o sentido, pois desapareceu de minha casa um Nikko(carrinho telecomandado dos anos 80)segundo consta a ultima vez que o vi o gajo usava "pil(h)as" duracell...hihiih

PS:podem ter ido atrás de algum Cabrão??ahm?...ou até que sabe ao funeral das amiguitas do alentejo que "quinaram" de sede...pobres mémés pá.

Ass:QZ

Marta disse...

Espero que não tenha sido o "marroki" que molestou las burras do outro, hã Qz?!!

Anónimo disse...

Ui Letchuguita "ló marroki" - "mis burras hay sido molestadas...violentadas...jo pienso ter sido um marroki"..pequeno excerto do k eu vi,e ouvi algures numa pensao de madrid,numa T.V de 10cm uteis.. com o proprietario,pai(dono;marido)da burra a dizer que um marroquino tinha ido ao anús da dita cuja..aahhh e um gajo fica naquela...mas o mais giro é que o "mais-velho" tornou a coisa fisica, e assim consta num tal de diario de bordo,esta bela historinha aos quadradinhos,que eventualmente irei(ou nao) contar a um qualquer neto que me apareça assim do nada...tenho dito!

Ass:QZ