Visitas

quarta-feira, outubro 03, 2012

Por que é que eu devia levar um menos na caderneta

A escola está a pedir-me há mais de um mês que leve material escolar bem definido por eles, devidamente identificado e decorado pelos pais e pela criança. Pois há um mês de férias, ainda está tudo por fazer.

Porque sou despassarada. A educadora, que já se apercebeu disso quando há dias me perguntou se tinha visto os recados dela e eu não o tinha feito porque não abri o caderno dos recados, alertou-me hoje: "mãe, não se esqueça de trazer as sapatilhas para as aulas se ginástica que vão começar". Eu pronta: "sim, já as comprei (uh, uh, já as comprei) trago-as na quarta". Silêncio. Ela: "amanhã". Pois, estava a ir tão bem e não associei que a tal quarta é amanhã.

Por andar à nora quanto ao calendário (isto de estar em casa é tramado) dei também conta tarde de mais que não faço puto ideia do fato de treino do Rodrigo. Com sorte até pode estar limpo e passado, mas desconfio que já esteja muito curto. Com ele a dormir desde as oito e meia da noite (é verdade, conto-vos amanhã como isto é possível) só poderei procurar amanhã de manhã. Em último caso, faço como fiz uma vez. Vai de pijama, daqueles bem catitas que passa bem por fato de treino. Quer dizer, passa mais ou menos, mas eu diria que só os olhares mais atentos vêem as diferenças.

Porque me esqueço sempre de levar uma muda de roupa para ficar na escola.

Porque num dia de sol o Rodrigo não levou chapéu.

Vergooooooooonha.



12 comentários:

Mariana Simões disse...

Bom, o que me espanta aqui nem são os esquecimentos, mas sim o desprendimento com que estás a contá-los.
Isso é falta de cuidado e não tarda muito podes habilitar-te a ter entidades à tua porta.
Ao menos o miúdo tem comido? É que pelo texto que escreveste é só mesmo o que falta...

Baby Q disse...

LOL! Se algum dia tiver um filho acho que vai ser tal e qual!
E quê? Qual é o problema? O que conta mesmo é a capacidade de improvisar e o sentido prático! Pronto vá...podes sempre espalhar uns post-it pela casa para te lembrares...
Se uma educadora alguma vez me desse a entender que eu era uma esquecida ou pior, acho que lhe arrancava os olhos!!!

Marta disse...

No que diz respeito material e equipamento na escolinha da minha filha os pais levaram uma ensaboadela tão grande na reunião de pais que acho que ninguém se atreve a esquecer o que quer que seja.
Foi mais ou menos isto: "Meus senhores, como sabem, a nossa escola tem regras relativas ao uniforme (no infantário são bibes e chapéu da mesma cor e equipamento de ginástca - fato de treino, calção e t-shirt com logotipo da escola), regras essas que os senhores aceitaram quando fizeram a matrícula. Portanto, se o menino não trouxer o bibe não entra, se não trouxer o equipamento não faz ginástica. Agora pensem bem se acham justo que o vosso filho seja castigado por algo de que não teve culpa, pois é responsabilidade dos pais tratar do uniforme. Dito desta maneira parece que estamos a ser intransigentes. Bom, na verdade, perdoamos o primeiro, e apenas o primeiro, esquecimento. A escola é assim exigente porque sabemos que se fosse a escola a falhar, por muito pequena que a falha fosse, nenhum dos pais estaria disposto a relevar."
E é isto. A escola limita-se a exigir na medida em que os pais o fazem também. E, de facto, não é justo que uma criança seja penalizada por algo que não controla. De maneira que, antes do início das aulas preparei todo o material e equipamento da lista, não me demorou mais que uma tarde. No início de cada semana certifico-me que os bibes (comprei dois, para alternar entre lavagens) estão lavados e sem rasgões ou faltas de botões, que o equipamento de ginástica está preparado.
Agora acredito que no seu caso, o Rodrigo deve esgotar todas as suas energias, seja difícil ter cabeça para isto tudo. Acho que só vai lá de rajada, deixe o menino na escola, enfie-se no primeiro shopping que encontrar e compre tudo de uma vez. Comigo funciona...

Diana disse...

I Love You!!!

Anette disse...

Olá Mariana Simões. O menino não tem comido porque tenho andado entretida a chicotear-me desde que li o seu comentário. Marta e baby q., de facto é mesmo uma questão de desorganização, mas enquanto eu tiver consciência de tudo o que erro, a coisa está controlada. Bjs

Helena disse...

Olá Anette, era bom que pudéssemos "doar" o que somos a mais e receber o que temos a menos... Eu precisava ser mais "descontraída"! Imagine que todos os dias vejo a meteorologia pra adaptar a roupita da piolha, é que o tempo anda um bocado maluco e tanto vem calor de rachar como frio de repente. Ponho todos os dias 3 mudas de roupa completas na mochila (todas a casar) e uns ténis (não vá o xixí descer até aos dedos dos pés e molhar os que leva pela manhã... Com o material também sou um exagero... eu sei... até sonho com tudo pra não me escapar um único pormenor...
Preocupo-me demasiado... a educadora já percebeu
isso e tem o cuidado de me dar sempre o "relatório" de como a minha filhota passou o dia.
já agora, não sei se alguma vez passou no meu blog, se tiver um tempinho passe, pois acho que os nossos piolhos tem "dificuldades" muito semelhantes.
ps: gostei da ideia do pijama, eu já a mandei com uma camisola - era tão, mas tão linda que merecia ser mais do que para dormir lol
bjs

A Mãe disse...

Adorei o comentario ao comentario da mariana!!! AHAHAHAHAHAHAHAH!
Gostava de ser um pouco mais como a anette!
Bjs

Anette disse...

Helena, realmente és o meu oposto. Eu para lá caminho. Louvo a tua dedicação e adoro as mudas de roupa irem a "casar". Muito bom. Eu leio-te. Temos muitas coisas em comum e também aprendo contigo. Continua assim. Desejo-te as melhores felicidades do mundo "sócia". Bjs

Helena disse...

:) retribuo os desejos de felicidades.
Obrigada

ps: gostava de me saber exprimir tão bem quanto a Anette, adoro lê-la.

bjs

Anónimo disse...

olá!
não querendo ser a bruxa aqui do sítio, compreendo o que a Mariana quis dizer :) (talvez o exemplo da fome nao tenha sido o mais feliz..)
se tem consciência disso deve mesmo tentar esforçar-se.
Já não é fácil para os miudos adaptarem-se a todas as mudanças e no mínimo devemos fazer a nossa parte de lhes proporcionar o material próprio e adequado.
No fundo, para estarem ao nível dos outros.
Um pijama para ginástica não entra no meu mindset, mas quem sou eu?
Sou apenas uma mãe cujo filho também entrou agora para a escola :)
eu como adoro o regresso às aulas, adorei tratar de tudo. E adoro tê-lo bem preparadinho e com a noção de que correr menos bem, eu tudo fiz para que corresse o melhor possível :)
Boa sorte!
Maria da Luz!

Anette disse...

Olá Maria da Luz, obrigada pelo seu comentário. Garanto-lhe que o pijama de que lhe falo e que ele levou uma vez para a ginástica é igual a um fato de treino. Ah, e estava lavado, que eu não sou porcalhona. Quanto ao material escolar não me fiz entender bem. Eu só o tenho de entregar esta semana (e hoje concluí as compras), mas tive quase um mês para poder fazê-lo nas calmas e deixei para a última. Bjs

Maria disse...

Anette, amiga do meu coração, não és de ferro (mas és quase e eu também) e depois, as mães dos miúdos mais felizes podem nem sempre saber dos fatos de treino e às vezes esquecem-se de coisas "imperdoáveis" - de lhes vestir cuecas como eu fiz - mas têm sempre tempo para mais dois minutos de colo e tem sempre um sorriso e tem um amor visceral e talvez por isso menos organizado. Ah, e são desenrascadas e criam filhos desenrascados e que sabem que mesmo meias com cores diferentes aquecem os dois pés da mesma maneira. e pronto.