Visitas

sexta-feira, janeiro 26, 2007

Castigos da escola

Esta prosa vem a propósito da notícia do 24 Horas de hoje que denuncia um castigo praticado numa escola do interior sobre os alunos mal comportados. Para quem não leu, quem se porta mal vem para o recreio com um cartaz preso ao peito onde se lê, por exemplo: “Sou agressivo, não tenho o direito de brincar. Estou de castigo”.

Como podem calcular não vou perder muito tempo com esta parte da história que não seja a de defender que aquela professora devia ser imediatamente despedida com um cartaz ao peito a dizer: “Sou parva, não tenho o direito de humilhar. Estou no desemprego.”

Enfim... esta notícia acabou por me fazer regressar aos meus tempos de escola para constatar que nunca fui castigada, ok... à excepção de duas vezes.

Numa delas estava a falar muito durante a aula. Estava para aí na terceira classe e a minha grande paixão era o João Filipe (João se me estás a ler ficas a saber que quem gostava de ti era eu e não aquela parva da Rita com quem escolheste namorar durante a primária INTEIRA!). Como gostava dele, estava a armar-me perante o seu olhar atento e acabei em frente à secretária da professora a levar duas valentes reguadas. Ui, e doeu!

Bom, a segunda foi à hora da refeição. O almoço era carne guisada com massa e eu decidi não comer nada e atirar a carne que tinha no prato para debaixo das mesas corridas em cavalete. No final do almoço, ao desmancharem as mesas as funcionárias repararam nos pedaços de carne espalhados pelo chão (davam para reparar bem porque era aquela carne de vaca que ainda trazia o carimbo roxo por todo o lado, biec). O assunto deu confusão e em cada sala da escolinha, os professores reuniram os seus alunos e perguntaram quem é que tinha feito aquela proeza. No meio de, sei lá, 80 crianças, houve uma que se lembrou de levantar o braço e afirmar bem alto, perante o óbvio silêncio dos restantes: “Eu não fui!”. Ok, lá seguiu o castigo – nada de recreio e mais um prato de carne com massa.

Bom fim-de-semana a todos

4 comentários:

Palerma disse...

Pelo menos não foste excomungada!

Anette disse...

Não, aquilo não era propriamente um colégio de freiras!

apipocamaisdoce disse...

Loooooooool! És a mais fofinha! By the way, gostei do feliz acaso da hora do almoço! ;)

Aisling disse...

Que giro!! Eu só fui castigada uma vez na terceira classe, levei uma bruta chapada na cara da minha professora quando fui receber o teste de matemática porque podia ter tido excelente mas tive só muito bom... Bonito... ;)