Visitas

terça-feira, junho 16, 2009

Já estive melhor

Sim. Confesso. As coisas não estão fáceis aqui para as minhas bandas. A situação mantém-se mais ou menos igual (um dos bebés tem pouco líquido amniótico e os médicos não me sabem dizer se irá ter sequelas ou não), mas o meu espírito positivo e a minha boa disposição vão sucumbindo a esta vida de sofá, às dúvidas, à ansiedade de não conhecer o desfecho desta história.
A minha cabeça sente-se um pouco cansada, ando meia triste, muito chorona e tenho medo de me afeiçoar a bebés que podem nem vir a nascer. É o que oiço dos médicos de cada vez que lá vou. Que isso pode acontecer. Estou com quase seis meses de gravidez e a minha barriga está enorme. Os bebés dão muitos pontapés, fazem questão de se fazer notar e eu rendo-me a esta magia que vai crescendo na minha barriga com uma angústia enorme do cenário se alterar de um momento para o outro. Os nomes estão escolhidos, mas o quarto continua por decorar e contam-se pelos dedos as roupas já compradas. Não haverá por aí uma bolita de cristal aqui para esta menina, não?

8 comentários:

princesa das estrelas disse...

Querida Ana, quero que saibas que te admiro muito. És uma mulher de grande coragem. Espero, do fundo do meu coração, que tudo corra bem com vocÊs os 4.
Beijos grandes.

Anónimo disse...

Cara Ana,
Apesar de tudo o que os médicos podem dizer, por aqui no hospital onde trabalho já tivemos vários bebés sobreviventes do tamanho que têm os seus!
Coragem!

Anónimo disse...

Vai tudo correr muito bem e esses dois pirralhos vão conhecer a força que a mãe deles tem. Vai ser um orgulho crescer ao lado de uma pessoa bonita e lutadora como tu! Não deixes que nada interfira neste fantástico momento que estás a viver! Não são só os teus bebés que estão orgulhosos da mãe que têm, mas também as tuas amigas da mana que têm... Bj ;)

Patricia disse...

Não tenho uma bola de cristal, mas depois do que li, sinto que é uma pessoa especial e merece que a sua história tenha um final feliz. Desejo-lhe o melhor e vou estar a torcer por si. Pensamento positivo! Patrícia.

António Raminhos disse...

Gaja,

Queres que vá aí a tua casa animar as coisas :)? De borla!

beijinhos

AR

Gui disse...

Só resta esperar e descansar... e não perder a esperança, claro! Se estão aos pontapés é sinal que estão cheios de força, hein? :)

É a Hora! disse...

E de repente sente-se uma solidariedade virtual!
Estou grávida de gémeas (26 semanas) e também estou confinada ao repouso absoluto. Este domingo terei de ir levar injeções de corticóides para o caso das minhas "feijocas" decidirem nascer já (o risco disso é bastante grande).
Amiga-virtual-desconhecida, estamos num barco em mar revolto, mas havemos de chegar felizes a porto seguro.
Vou torcer por ti, tal como torço por mim.
Força!

(já estive em http://1agora.blogspot.com, neste momento estou em http://incognitanodeserto.blogspot.com)

Marta Moreira disse...

Amiga, força! Estou a torcer por ti. bjo muito grande.
MM