Visitas

quinta-feira, janeiro 29, 2009

Nas urgências

Sentada numa cadeira de hospital a chorar que nem uma Maria Madalena. A médica chega: Então mas ainda está assim? O calmante já devia ter tido efeito. E eu a virar--me para lhe dizer: Eu estou calma, estou é triste. Ela a calar-se, a arrumar umas luvas daquelas brancas que também usamos na cozinha para não nos saltar o verniz das unhas e a continuar calada. Uma enfermeira que finge arrumar qualquer coisa a interromoper o silêncio: Ó Doutora, o que ela está a dizer está certo. Ela está calma, mas está triste.

Está tudo bem, mais uma manifestação do meu síndrome de pânico que vem e vai.

5 comentários:

Celinha 007 =) disse...

O que interessa é que tenha passado :D uma forcinha grande :D *

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

Sarava!

um abraço.

Miss Kitty disse...

Também sofres disso? Já escreviamos um blog só com essas histórias..

BJS*

Leididi disse...

Muitos beijinhos para a mais fofinha e mais pirosona e um abracinho também.

marta disse...

isso é tudo fita só pra eu ir a Lisboa não é?