Visitas

terça-feira, abril 22, 2008

O drama desta terça-feira

Hoje estive a fazer cortes em página. Para quem está afastado das lides jornalísticas a coisa passa-se da seguinte forma: o redactor escreve a notícia; o paginador põe o texto em página com as fotos; e depois há alguém que tem de ir ver se o título coube, se há texto de fora, etc... Pois que hoje essa tarefa foi-me atribuída e uma das páginas que tive de cortar foi a do horóscopo. Os textos estavam enormes para o espaço disponível, o que quer dizer que tive de, literalmente, ceifar metade das considerações que um senhor bem conhecido da nossa praça fazia.
O trabalhinho ficou todo bem feito e tudo coube na perfeição. Mas há um peso na consciência que não me larga. É que, por exemplo, tive de cortar no texto dos nativos de Peixes que esta semana devem fazer uma visita ao dentista; que os Capricórnio vão ter uma semana cheia de trabalho; e que os Gémeos podem colher frutos se se revelarem amantes fogosos. Opá, são informações importantes não são? Pois eram, mas não cabiam... e agora estou para aqui a chicotear-me e a pensar que deitei para o lixo dicas cruciais para os nossos 170 mil leitores.

3 comentários:

Anónimo disse...

A gira, que agora se estreia nos cortes, tem de cortar o seu post... é que sendo verdade que a sua revista vende 170 mil por semana, são muitos mais os leitores que espreitam o horóscopo. Logo, o peso na consciência deverá ser muito maior. É que é provavel que 800 mil a milhão de tugas espreitem a revista. Ainda podes com o peso da consciência?! ;) JLD

Bruno Henriques da Silva disse...

Eu já trabalhei nu m jornal onde, como é de antever, todo o horóscopo era inventado!

O pior é que as pessoas acreditam naquilo!!!

Gui disse...

Inventado ou não, é sempre promissor para os nativos de Gémeos saberem que podem colher frutos se forem amantes fogosos..