Visitas

quarta-feira, dezembro 21, 2011

Há tanto tempo que não vinha aqui. Ó meu Deus. Mas por aqui tem havido muita agitação.

Antes de mais, o Rodrigo:

Bom, em Janeiro recebo o relatório da equipa médica com o grau de perturbação do espectro do autismo que o Rodrigo tem. Nessa altura começará com sessões de Musicoterapia no Hospital de Santa Maria. Vamos aproveitar o facto de ele adorar música para o estimularmos em algumas áreas. Esse mesmo relatório definirá ainda a frequência das sessões de terapia ocupacional e terapia da fala que ele precisará.

Entretanto, e enquanto o relatório não chega, ando já a ver o que é preciso para pedir ao Estado esses técnicos de modo a que se desloquem também à escola. Não me apetecia nada que o Rodrigo andasse de um lado para o outro em consultas aqui e ali e sempre a faltar à creche. Para além de que seria melhor do que estar a pagar pelo privado. Já percebi que não é fácil, mas estou ainda em demarches. A ver vamos.

Na escola, ele te estado óptimo e em casa já começa a fazer novas vocalizações. Dá-me ideia que está a querer falar novamente, visto que recomeçou a apontar para os livros e a olhar para a minha boca muito atento enquanto digo as palavras. Tudo estaria bem não se desse o caso de estar a demorar uma hora e meia para adormecer. Ao colo, embalado, eu em pé, com os meus braços numa posição muito específica, uma posição que me arruína as costas, que me deixa com os braços dormentes ao fim de vinte minutos, e que se não for assim o raio do miúdo não me adormece. Quando finalmente o ponho na cama (a sessão tem início às 21h30 e acaba às 23 horas) já estou pronta para ir para a cama. Estafada.

Comigo, tudo a andar. Apesar da crise, lá consegui que um i phone muito lindo descansasse por baixo da árvore há cerca de duas semanitas e agora só me preocupam mesmo os presentes de Natal que ainda estão por comprar. E quais são eles? Os meus, eh eh. Os meus sogros preferem que seja eu a escolher e são esses que me faltam. Tirando isso, tenho é milhentos embrulhos para fazer.

Se não vier cá antes um Feliz Natal para todos os que gostam de vir aqui ao burgo e a seguir chego já com um post das minhas resoluções para 2012.

5 comentários:

Alexandre disse...

Bom ano e as melhoras para o Rodrigo ;)

Anónimo disse...

Já não passava por cá há uns tempos...mas gosto muito de cá passar! :)
Um beijinho muito grande para a super mummy e muita força para os papás e o pequeno guerreiro. Energia positiva e o Rodrigo vai aprender imensas coisas e de certo a comunicação vai melhorar!
Um Feliz Natal e muita esperança no novo anos!
Bjs
Inês

Anónimo disse...

Trabalho numa ELI (Equipa Local de Intervenção Precoce)...equipas que existem precisamente para apoiar crianças como o seu filho e que disponibilizam vários técnicos segundo o que cada criança precisa segundo a nossa avaliação e relatórios médicos (temos psicologo, enfermeiro, terapeuta ocupacional, terapeuta da fala, educador especial). Toda a intervenção é gratuita e apenas para crianças entre os 0 e 6 anos de idade. Havendo lista de espera têm prioridade a scrianças com atraso grave no desenvolvimento ou perturbações do espectro do autismo. Informe-se e procure a equipa que funciona mais perto da vossa localidade. Procure por snipi (Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância) e veja qual a ELI mais perto.

Sara* disse...

Com um bocadinho de esperança e paciencia tudo se resolve.
Ele adormecer assim é chato xiçaaaa. felizmente a minha é deitar na caa e vir embora que ela fica sozinha e adormece.
Bela prendinha menina Anette, deves ter sido uma menina bem comportadinha este ano loll

Beijokas

Anónimo disse...

Bom Dia

Li o seu blog atraves da Pipoca Mais Doce.

O meu filho ha 4 anos,tinha entao 3 anos, tambem lhe foi diagnosticado 1 ano de atraso no desenvolvimento global,tambem eu fiquei aflita sem saber a quem recorrer. O primeiro passo foi o psicologo para o avaliar correctamente e depois iniciamos as terapias. Tambem terapia ocupacional e terapia da fala, numa clinica privada, onde permaneceu durante 3 meses, mas que se tornou insustentavel, porque era muito caro, entao indicaram-me a Liga Portuguesa de Deficientes Motores, marquei a consulta, foi igualmente avaliado por uma psicologa e iniciou as terapias. Hoje ele tem 7 anos entrou este ano para o 1º ano, e tem-nos surpreendido muito pela positiva, porque coisas simples como fazer uma copia de 5 linhas, pensamos nos que ele ia ter muita dificuldade visto ter problemas a nivel da motricidade fina. Pois ele tem sido um heroi teve boas notas e muito participativo nas aulas e gosta de colaborar.
Hoje dou graças por me ter dirigido aquela instituiçao, que ajudou muito o meu filho a crescer, mas nao so, tever uma educadora no jardim infancia e uma educadora do ensino especial espectaculares e com muita paciencia. Paciencia sim, porque e preciso muita paciencia e empenho de todos os intervenientes.
Desejo muita força para o Rodrigo, muita mesmo.

Beijinho

L