Visitas

sexta-feira, janeiro 28, 2011

O bicho

Apanhei um bicho maluco faz hoje oito dias. Uma constipação maluca que parece não ter fim e que vai saltitando a seu belo prazer entre os mais variados sintomas que uma constipação pode ter. Ainda não estou boa. E pior, espalhei o bicho maluco à minha volta. Rodrigo foi o primeiro. Felizmente não fez febre, mas a brincadeira já valeu uma ida às urgências com ele, para lhe observarem os ainda frágeis pulmões. Acho que está a ir embora, mas ainda lá anda, a estragar-lhe as noites. A estragar-me as noites. Depois, foi o Zé que apanhou. Seguiu-se a minha mãe e hoje já está o meu pai. Gente. Afastem-se de mim que eu estou perigosa, contagiosa, peganhenta, quase letal. Pus a família toda a máscaras e não há maneira desta bicharada toda que me invadiu o nariz e brônquios se ir embora. No meio de toda esta cambada de doentes, só peço mesmo que o Rodrigo melhore. É que nós sabemos tossir, assoar, cuspir e ficar deitadinhos, drogados até ao pescoço e a transpirar que nem cães. Ele não sabe, tadinho.

1 comentário:

Mafas disse...

Bem sei o que isso é. Cá em casa foi igual na altura do Natal. Primeiro o meu filho, depois eu tive a primeira otite da vida, porque não tratei da constipação e aquilo piorou, depois o meu filho teve uma bronquiolite aguda e depois foi o meu marido. E assim passámos as minhas 2 semanas de férias no Natal. O meu filho começou esta semana com tosse e eu levei-o a fazer massagem respiratória e estou muito feliz. Se quiser mais pormenores e contactos pode ir ao meu blogue. http://vidasdanossavida.blogspot.com/
As melhoras de toda a família!