Visitas

segunda-feira, dezembro 26, 2005

A Cidade Egoísta 8

« URGENTEMENTE

É urgente o amor.
É urgente um barco no mar.
É urgente destruir certas palavras,
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos,
muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.

Cai o silêncio nos ombros e a luz
impura até doer.
É urgente o amor, é urgente
permanecer.
»
Eugénio de Andrade

2 comentários:

Freddy disse...

Ó Gui, porquê o amor nesta altura do campeonato...?

Beijitos da Zona Franca

paperspace disse...

pois é pq agora?
o amor é urgente em qq altura do ano...